Samba e Cultura

14, Dezembro, 2006

Romeu e Sambieta

Filed under: Biblio-samba — Rainha do Carnaval @ 19:39

A história trágica de dois amantes filhos de famílias detentoras de escolas de samba rivais que, num fatídico Baile de Carnaval, se apaixonam perdidamente, esquecendo as convenções sociais e as suas obrigações para com as suas famílias.

Este amor torturado resultará numa tragédia comovente que termina com o suicídio de ambos, confirmando mais uma vez que os amores nascidos sob o signo da máscara de Carnaval são, sempre que contrariados, fatídicos, porque lhes é impossível fugir.

13, Dezembro, 2006

Odissamba

Filed under: Biblio-samba — Rainha do Carnaval @ 19:34

Após uma desgastante guerra que dura dez anos, Ulissamba e os seus homens propõem-se voltar à sua terra, Ítassamba. Mas a viagem revela-se bem mais difícil do que o previsto, durando mais 10 anos num perigoso mar, onde viverão numerosas aventuras e serão tentados por sereias que, com os seus gritos de capivara os tentam enfeitiçar.

À chegada, Ulissamba encontra a sua dedicada esposa rodeada por pretendentes ao seu trono como rei do Carnaval, sem saber como lidar com a sua ausência. Para atrasar a resolução do problema, ela compromte-se a escolher o próximo rei quando acabar de costurar o seu fato para o próximo Carnaval. Assim, se durante os dias costura, todas as noites desfaz o seu trabalho, mantendo a fidelidade ao seu verdadeiro rei.

12, Dezembro, 2006

Free Samba!

Filed under: 7º Samba — Rainha do Carnaval @ 20:03

Numa abordagem de intervenção, esta cativante película conta-nos a história de uma orca rebelde e só, que mantida em cativeiro é forçada a valsar diariamente num show milionário gerido por inescrupulosos barões de danças de salão. Porém, um dia,  um menino do morro encontra a orca sambista e consegue, após inúmeras peripécias, libertá-la do seu tanque-prisão e levá-la para casa, onde ela reencontra a sua família e pode voltar a sambar na carnaval das ondas.

Os Luso-sambíadas

Filed under: Biblio-samba — Rainha do Carnaval @ 19:29

Dum país apaixonado pelo samba, parte um grupo de intrépidos navegadores-sambistas dispostos a dar novos sambas aos mundo!

Desta heróica viagem, resulta uma epopeia ímpar que conta a história de um povo torturado pela falta das especiarias necessárias para bem temperar o seu feijão e a sua picanha. Imbuídos deste patriótico espírito percorrerão oceanos e terras distantes permitindo ao seu país o início de um lucrativo comércio com o oriente do samba.

Mas a história mais marcante deste poema é relatada quase no seu final, na qual o grupo de navegadores aporta a uma ilha maravilhosa onde é Carnaval todo o ano e onde estes exauridos heróis se podem deliciar com as melhores melodias do samba e com as mais belas rainhas de Carnaval alguma vez vistas.

Esta obra tornou-se um monumento nacional, admirado e adorado por uma nação sedenta de samba na sua vida.

Site no WordPress.com.